Camaçari: em quatro dias, 4 toneladas de óleos são retiradas das praias; Elinaldo propõe formação de frente de proteção

Foto: Isaac Coelho

Da última quinta-feira, 31 de outubro, até esta segunda-feira (3), a Defesa Civil de Camaçari confirma a retirada de 4 toneladas de óleo das praias do município. Nesse período, a substância foi encontrada novamente em Arembepe, Jauá e Busca Vida.

As ações de limpeza contaram com voluntários e 15 agentes do órgão. “Há mais de 30 dias estamos monitorando a nossa Costa 24 horas, antes mesmo das manchas chegarem ao município. Inclusive, visitamos outras cidades da Costa dos Coqueiros. Nossos colaboradores estão atuando diariamente na orla do município com ações de identificação e retirada do material, que já ultrapassa 20 toneladas desde o início da operação de limpeza, que começou na primeira semana de outubro”, finalizou Ivanaldo Soares, coordenador da Defesa Civil.

Todo o material é recolhido e transportado por caminhão munck e encaminhado para a Cetrel, que armazena em local adequado até que a União, através de órgãos ambientais competentes, faça a destinação final. Em caso de aparição da mancha de óleo ou alguma substância similar, a prefeitura orienta que entrem em contato com a Defesa Civil de Camaçari, através do telefone 199. As pessoas podem ligar ainda para o número (71) 3622-7755 ou o celular corporativo (71) 98796-9858.

Mas, para evitar o risco de incidentes ou algum tipo de contaminação por óleo, siga essas recomendações: use luvas, pás e outras ferramentas para remover o material; ao recolher, armazene em baldes ou sacos plásticos; não jogue junto com o lixo comum.

Frente de proteção

Foto: Ascom PMC

O prefeito Elinaldo Araújo (DEM), se reuniu na tarde desta segunda-feira (4), com os deputados federais Leur Lomanto Jr. (DEM) e Paulo Azi (DEM) para solicitar a formação de uma frente unificada de proteção costeira do Nordeste. O grupo visitou o Comando do 2º Distrito Naval, no bairro do Comércio, em Salvador, em busca de informações sobre a movimentação das manchas na Bahia e o monitoramento diário que está sendo realizado.

A Prefeitura de Camaçari montou um comitê para gerenciamento do incidente e manutenção de serviços de limpeza das praias e já está há mais de um mês monitorando o aparecimento dos resíduos na Bahia. Com o surgimento das primeiras manchas no litoral camaçariense, dia 10 de outubro, o município se dividiu em duas frentes de trabalho: através da Defesa Civil e da Secretaria de Serviços Públicos (Sesp), na retirada dos resíduos, e por meio das secretarias de Turismo (Setur) e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur), com ações estratégicas junto ao Estado, para garantia de EPIs, orientação sobre descarte dos resíduos e mobilização das cidades que fazem parte da governança turística Costa dos Coqueiros.

“Camaçari foi a primeira cidade da Bahia a tratar dessa pauta de uma forma conjunta. Juntamos os representantes dos municípios da Costa dos Coqueiros e estamos buscando soluções para todos. Agora acionei dois representantes do Estado na Câmara dos Deputados e eu quero pedir a todos os prefeitos das áreas afetadas pelo óleo que se mobilizem, busquem a representação dos deputados eleitos por suas cidades e vamos formar uma pauta única. Não existe nenhuma pauta nacional mais importante do que essa hoje no Brasil”, defende o prefeito.

CRUSH