Reveladas identidades dos acusados de agredir Marcelo Macedo, vítima de homofobia em Camaçari

Marcelo levou quatro tiros em um bar no Inocoop. Foto: Reprodução Instagram

Na última sexta-feira (1), os três acusados de agredirem e balearem Marcelo Macedo, 33 anos, foram presos. A prisão foi efetuada a partir de investigações feitas por policiais da 18ª Delegacia Territorial (DT) de Camaçari.

Fredson Silva de Castro, Maurício Ferreira de Jesus e José Carlos Novaes Souto Neto estão envolvidos na agressão e tentativa de homicídio contra Marcelo, ocorridas em um bar no bairro do Inocoop.

“Eles foram identificados como autores dos crimes e teriam sido motivados por homofobia, após presenciarem a vítima beijando o companheiro”, falou a titular da 18ª DT, Thais Siqueira.

Os três tiveram mandados de prisão temporária cumpridos. Com o cumprimento dos mandados, a delegada afirma que Fredson, que é policial militar, deverá ficar custodiado no 12º Batalhão (BPM/Camaçari), onde é lotado. Maurício e José Carlos serão encaminhados ao sistema prisional. “Vamos finalizar as oitivas e concluir o inquérito”, destacou a titular.