Com investimento de R$ 250 mil, Cras do Burissatuba é reinaugurado

Por Camila São José

Foto: Camila São José

Totalmente requalificado, o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do Burissatuba foi reinaugurado nesta terça-feira (16). A unidade tem capacidade para atender cerca 1.200 pessoas por mês e atenderá à população de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Com investimento de cerca de R$ 250 mil, o Cras recebeu nova pintura, revisão elétrica e hidráulica e reformulação dos ambientes. O espaço conta com quatro salas de atendimento, salas de coordenação, administrativo, arquivo e cadastro único, banheiros e recepção.

“Eu encontrei essa unidade completamente abandonada, sem estrutura nenhuma para atendimento, para acolhimento da família em baixa vulnerabilidade, um cenário praticamente destruído. Mas hoje estamos aí recebendo esse presente inteiramente requalificado com uma equipe qualificada também para atender esse usuário, com um cenário novo, lindo e muito esperado pela comunidade”, conta a coordenadora da unidade, Elaine Cristina Gomes, que está à frente do centro há oito meses.

O atendimento aos cidadãos já começa nesta quarta-feira (17) e, conforme a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), Andrea Montenegro, já com todos os serviços disponibilizados pela pasta.

“São os oito benefícios da Lei Mão Amiga e aí temos a cesta, o gás, o auxílio aluguel, enxoval, documentação, passagem, funeral; complementando, cochão e cobertor. Além do Bolsa Social com recursos exclusivamente municipais. Temos também atendimento com assistente social, psicólogo e vamos trazer de volta o serviço de convivência e fortalecimento de vínculo”, comenta a titular da Sedes.

“Essa estrutura totalmente requalificada e o mais importante, com todos os benefícios para as famílias que precisam. Com programa Mão Amiga nós já vamos estar aptos a dar a cesta básica, o vale gás, o auxílio aluguel e tantos outros benefícios, como tem o Bolsa Social que é um Bolsa Família Municipal, que as famílias que precisam vão ter uma renda complementar de R$ 100 a R$ 150 por mês e com certeza isso vai mudar a vida das famílias que mais precisam”, reitera o prefeito Elinaldo Araújo (DEM).

Foto: Divulgação

O Cras do Burissatuba está localizado na Rua Otávio Mangabeira e conta com uma equipe composta por nove profissionais: com um psicólogo, uma assistente social, uma pedagoga, coordenador, dois funcionários do setor administrativo, uma recepcionista e dois ligados aos serviços gerais.

O centro de referência atende aos moradores dos bairros da Gleba H, Lama Preta, Santa Maria, Camaçari de Dentro, Alto do Triângulo, Santo Antônio, Triângulo, Burissatuba, São Vicente e Condomínio Algarobas.

CRUSH