Maternidade de Camaçari deve ser inaugurada em 2020, afirma Rui Costa

Foto: Redação NM

Em construção desde agosto de 2018, a Maternidade Regional de Camaçari contará com 82 leitos. O prazo inicial para entrega do equipamento era 18 meses após o início da construção, ou seja, fevereiro do ano que vem.

Em visita à Camaçari nesta segunda-feira (2), o governador Rui Costa (PT) garantiu que as obras deverão ser entregues em breve. “As obras estão em andamento”, afirmou.

“Eu quero aproveitar e cobrar da empresa para [cumprir] o prazo de conclusão. Mas, nós vamos fazer o esforço e pressionar a empresa para em 2020 entregar a Maternidade Regional de Camaçari, que é um grande equipamento e com isso vai liberar as áreas hoje que funcionam como maternidade dentro do hospital [Geral de Camaçari]. Vai ampliar o número de leitos”, falou.

O investimento do Governo do Estado na obra é de 50 milhões e a execução é da Espiral Engenharia.

Foto: Camila São José

Rui Costa, o prefeito Elinaldo Araújo (DEM) e o secretário estadual de Saúde Fábio Vilas-Boas, junto com uma comitiva, fizeram hoje uma visita técnica ao local.

“Pedi celeridade, porque com a construção da maternidade vai desafogar os leitos do Hospital Geral. Às vezes nós observamos que as pessoas ficam nos corredores do Hospital Geral. Com a construção da maternidade, os leitos que eram ocupados pelas mães e pelas crianças, após terem neném, agora vai ficar para as pessoas que dependem do atendimento de urgência e emergência de toda região metropolitana”, comentou Elinaldo.

A Maternidade está sendo construída atrás do Hospital Geral de Camaçari (HGC), em uma área de 10 mil metros quadrados e possui quatro pavimentos. Quando pronta, a estimativa é de que a unidade realize 6 mil partos por ano e atenda outros cinco municípios, além de Camaçari: Conde, Dias D’Ávila, Mata de São João, Pojuca e Simões Filho.

Foto: Camila São José

Reforma do HGC

O HGC está em reforma desde março deste ano. O projeto prevê a reestruturação em diversos setores da unidade, como enfermarias, UTI, centro cirúrgico, centro de recuperação pós-anestésica, emergência adulto e internação pediátrica, que com as melhorias ganhará oito novos leitos.

O custo estimado da ampliação do hospital é de R$ 7,6 milhões. O HGC é referência para moradores de 25 municípios baianos.

A requalificação ainda inclui a climatização, revisão do sistema de gases, revestimento dos pisos com manta vinílica, recuperação das instalações hidráulica e elétrica, substituição do telhado, impermeabilização das lajes, e nova ambientação e fachada.

CRUSH