Presos acusados de matar PM em Camaçari

Gilvan Alisson e Leonardo da Silva foram presos no bairro Santa Maria. Foto: Divulgação SSP-BA

Gilvan Alisson Rebouça Araújo, 19 anos, e Leonardo Silva Ferreira, 22 anos, foram presos nesta quinta-feira (7), no bairro Santa Maria, por policiais da 18ª Delegacia Territorial (DT) de Camaçari, em conjunto com equipes do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM). Os dois são acusados de terem matado o cabo Renato Santana Medeiros na última segunda-feira (4) em Camaçari.

A titular da 18ª DT/Camaçari, delegada Thais Siqueira, explicou que Gilvan foi o autor do disparo que atingiu o policial, morto em um restaurante da cidade, durante um assalto. Com os criminosos ainda foram apreendidos 51 pinos de cocaína e 28 pedras de crack. “O material foi enviado para perícia”, completou a delegada.

Além dos dois presos no bairro de Santa Maria, um terceiro envolvido no latrocínio (roubo seguido de morte), Cid Ronaldo Carvalho da Paz Júnior, foi atingido durante confronto com os policiais e não resistiu aos ferimentos. Gilvan e Leonardo estão custodiados na unidade policial, à disposição da Justiça.

Nesse mesmo bairro, a polícia havia encontrado o carro utilizado na fuga pelos suspeitos na tarde de segunda-feira. O automóvel, modelo Siena, placa OVB 0810, de Feira de Santana, foi localizado no Residencial Parque das Algarobas.

O policial Renato Santana Medeiros tinha 46 anos, deixou uma filha e a esposa. Ele foi enterrado na terça-feira (5) no Cemitério Jardim da Saudade, em Alagoinhas.