Homofobia: policial acusado de atirar em homem no bar do Inocoop é preso

Um dos suspeitos de agredir e atirar em Marcelo Macedo, 33 anos, no último dia 20 de outubro em um bar no bairro do Inocoop, em Camaçari, foi preso nesta sexta-feira (1). Fontes ligadas à investigação confirmaram a prisão do acusado à redação da Nossa Metrópole.

A identidade do agressor ainda não foi revelada, mas o que se sabe é que ele é o policial, sem a confirmação se é militar ou civil, responsável por deflagrar quatro tiros contra Marcelo. Junto com o policial, outro suspeito também foi preso e, também, não há maiores informações sobre nomes.

A 18ª Delegacia Territorial de Camaçari é responsável pela investigação do caso e afirma que três pessoas são acusadas de agredir Marcelo Macedo (leia mais).

Em breve maiores informações.

O caso

Marcelo estava acompanhado de um ‘paquera’ e testemunhas relatam que o rapaz foi questionado se não teria respeito com as outras pessoas que estavam no ambiente. Ao levantar para levantar para se explicar, começou a ser agredido por várias pessoas.

Quatro tiros foram disparados contra a vítima, sendo que um atingiu o braço e os outros três o abdômen. Marcelo foi socorrido e levado para o Hospital Geral de Camaçari (HGC), de onde recebeu alta médica no dia 26 de outubro. (leia aqui)

Marcelo Macedo comentou pela primeira vez sobre o caso em um desabafo nas redes sociais. (lembre aqui)

CRUSH