Pela preservação da preguiça-de-coleira, projeto no Litoral Norte criará corredor ecológico

Foto: Divulgação

Ameaçada de extinção, a preguiça-de-coleira receberá projeto voltado a sua preservação no Litoral Norte da Bahia. A iniciativa, realizada pelo Instituto Tamanduá em parceria com a Concessionária Litoral Norte (CLN), uma empresa do grupo Invepar, e a prefeitura de Mata de São João, irá monitorar o comportamento do animal e construir um corredor ecológico no seu habitat. Os primeiros passos do projeto iniciam em outubro, quando se celebra o Dia Internacional do Bicho-preguiça, tradicionalmente comemorado no terceiro sábado de outubro, que este ano será no dia 19.

As atividades iniciam na Reserva Ecológica Sapiranga, onde uma equipe formada por profissionais como biólogos e veterinários irão capturar os bichos-preguiça, que receberão rádio colar para monitoramento, o que permitirá acompanhar a chamada área de vida e de uso de espaço do animal. Entender onde eles andam, dormem e de quais plantas se alimentam faz parte do levantamento que pode durar até seis meses para ser concluído.

“O mapeamento permite sabermos a quantidade aproximada de animais que vivem no local e o monitoramento será essencial para construirmos o corredor ecológico, onde serão plantadas as espécies de plantas prioritárias presentes na dieta da preguiça-de-coleira”, relata a veterinária e diretora do Instituto Tamanduá, Flávia Miranda.

As mudas do reflorestamento serão fornecidas pela CLN juntamente com a prefeitura de Mata de São João, que são parceiras em todas as etapas do projeto. “Das seis espécies de preguiças existentes no mundo, duas estão ameaçadas de extinção e a preguiça-de-coleira está entre elas, por isso é tão importante atuarmos na preservação do animal. Iremos integrar um conjunto de ações de pesquisa e educação ambiental que vão mobilizar os especialistas envolvidos e a comunidade da região”, relata a analista de meio ambiente da CLN, Brisa Cruz.

A CLN tem o compromisso com a preservação da biodiversidade existente ao longo da BA-099 através de diversas iniciativas. Entre elas está a administração das 23 passagens subterrâneas e aéreas na rodovia com a finalidade de assegurar a vida dos animais e garantir a segurança viária para os motoristas. As passagens subterrâneas ainda contam com câmeras que fazem registros noturnos, de forma a mapear os indícios dos animais e quais realizam as travessias. Assim, é possível implantar medidas como a adaptação de estruturas existentes e a instalação de sinalização.

CRUSH