Mancha de óleo chega a Praia do Forte, Baixio e Porto de Sauípe

Foto: João Arthur/Tamar

As manchas de óleo que atingem o litoral nordestino chegaram esta semana ao litoral norte da Bahia, nas praias do Forte, Baixio e Porto de Sauípe. Segundo relatório da Petrobras, as manchas são uma mistura de óleos da Venezuela. Já chegam a 138 o número de áreas afetadas.

Além das três praias citadas, as manchas também chegaram a Mangue Cego, Coqueiro, Barra da Siribinha, Barra do Itariri, Sítio do Conde, Mamucabo e Subaúma.

O vazamento atinge todos os nove estados do nordeste. Estima-se que o óleo começou a aparecer nas praias no início de setembro.

Autoridades acreditam que o vazamento pode ter sido causado por um navio-tanque que transportava o petróleo para longe da costa. Dois barris de petróleo foram encontrados em duas praias do estado de Sergipe, o primeiro no município da Barra dos Coqueiros, litoral norte sergipano, e o outro na Praia Formosa, zona sul da capital Aracaju.

Segundo o relatório do Ibama, o trecho mais prejudicado vai do extremo sul de Alagoas (Piaçabuçu) ao extremo norte da Bahia (Conde). Já foram identificadas manchas de óleo em uma faixa de 2 mil quilômetros da costa brasileira. Até agora, são 133 toneladas de petróleo retiradas das praias.

Em Alagoas, o óleo atinge 15 praias, e duas estão em situação mais grave: Coruripe e Piaçabuçu. Os pescadores nem estão indo para o mar.

O óleo também ameaça os corais. No Rio Grande do Norte, mais uma tartaruga foi encontrada coberta de óleo e morreu no fim da tarde desta terça-feira (8).

CRUSH