Campanha arrecada donativos para pescadores que tiveram embarcações destruídas pelo mau tempo

A força do mar destruiu algumas embarcações de pescadores em Arembepe. Foto: Divulgação

 

Após a força do mar destruir parte da estrutura de bares, restaurantes e hotéis, e algumas embarcações em Arembepe e Jauá, orla de Camaçari, o Conselho de Direitos e o Conselho Tutelar montaram um esquema para arrecadar alimentos não perecíveis para as famílias de pescadores que tiveram barcos destruídos pela ressaca do mar.

Um posto de coleta foi instalado na sede provisória do Conselho Tutelar em localizado na Rua Tupinambá, 69, no centro de Camaçari.

Em Arembepe, os interessados em contribuir podem entregar os donativos no Mingau da Célia, na Praça de Arembepe, ao lado da Padaria Vivi ou na Loja Arembepe Informática, anexo a elétrica de Arembepe e próximo ao Mix Supermercado.

Mar agitado – No sábado (20) e domingo (21) devido as fortes ondas no litoral camaçariense, algumas embarcações foram destruídas com a força do mar e das ondas que se formaram em Jauá e Arembepe. De acordo com a Defesa Civil foram notificadas ondas de quatro metros e rajadas de vento de 70 Km/h.

No sábado (20), Prefeitura Municipal de Camaçari auxiliou os pescadores de Arembepe na retirada de barcos da faixa de praia para evitar danos nas embarcações. Os Barcos foram alocados na Praça das Amendoeiras e ficarão no local até que os efeitos da frente fria sejam minimizados.

Não há previsão para o retorno da atividade pesqueira, devido a instabilidade do tempo e previsão de mais chuvas e ventos ainda esta semana.

CRUSH