Telegram nega invasão hacker em celular de Moro

 

Através de uma mensagem hoje nas redes sociais, o aplicativo Telegram comunicou que não houve qualquer tipo de invasão no celular do ministro da Justiça, Sérgio Moro, que afirmou ter sido alvo de hackers. Mensagens trocadas entre o ex-juiz federal e membros da força-tarefa da Lava Jato foram divulgadas pelo site Intercept Brasil. Em resposta a um internauta no Twitter, o app respondeu que a suposta invasão pode ter ocorrido após um sequestro do login de Moro através de um programa.

“Muito provavelmente, um dispositivo assumido através de malware de terceiros-ou um código de login sequestrado para uma conta que não use uma senha. Recomendamos definir uma senha de verificação de 2 etapas para qualquer pessoa que tenha motivos para duvidar de suas operadoras ou governos”, declarou o app.