Obras na creche da Av. Industrial Urbana seguem em ritmo acelerado

Obras da Creche da Avenida Industrial Urbana/ bairro Ponto Certo. Foto: Tiago Pacheco

 

A Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), segue avançando na construção das seis creches e pré-escolas no município, fortalecendo a educação infantil. Na unidade da Avenida Industrial Urbana, localizada no bairro Ponto Certo, a construção de 1.317,99 metros quadrados tem previsão de conclusão para o mês de outubro deste ano.

De acordo com a Seinfra, já foram concluídos os serviços de etapa de infraestrutura (fundação), a base e a instalação de reservatório; estão em conclusão os serviços de execução de alvenaria de bloco (paredes), etapa de superestrutura (pilares e vigas em concreto armado), reboco e contrapiso; e iniciando a instalação de esquadrias.

O Projeto Padrão Básico para a obra da Creche Industrial foi elaborado pelo Ministério da Educação, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). A obra é térrea, possuem dois blocos distintos, blocos A e B, que juntamente com um pátio coberto são interligados por uma circulação também coberta e permitirá integração entre as diversas atividades em distintas faixas etárias. Na área externa estão projetados playground (destinado à instalação dos brinquedos infantis), jardins e o estacionamento.

Conforme o projeto, no bloco A ficarão as salas de atividade para crianças de 0 a 11 meses (creche I), enquanto que no B vão ficar para crianças de 1 ano a 1 ano e 11 meses (Creche II), de 2 anos a 3 anos e 11 meses (Creche III) e de 4 a 5 anos e 11 meses.

Outras localidades que também receberão creches e pré-escolas são: Jardim Limoeiro, Novo Horizonte, bairro Verdes Horizontes, a via de acesso ao Residencial Parque São Vicente e Mutirão de Catú de Abrantes. Todas as unidades terão o mesmo padrão. A iniciativa representa um investimento de quase R$ 17 milhões, sendo aproximadamente R$ 14 milhões de verba proveniente do FNDE e R$ 3 milhões de recursos próprios.

 

Fonte: Ascom/PMC