Projeto ‘Bombeiro Mirim’, entra em vigor no município. Primeira turma já está em treinamento

Realizado pelo 10º Grupamento de Bombeiros Militar (GBM), o projeto Bombeiro Mirim acaba de ser instaurado na cidade. Em caráter piloto, 20 alunos das turmas do 4º e 5º ano da Escola Municipal Professor José Alan Ribeiro Paz, da Gleba C, que se apresentaram para participar do curso voluntariamente, serão os primeiros brigadistas mirins do município.

Foto: Tiago Pacheco

A iniciativa tem carga horária de 40 horas, distribuídas ao longo dos 10 dias de aula, que se dividem entre teoria e prática. A primeira turma teve início no dia 6 de maio e se encerra nesta sexta-feira (17/5), quando receberão seus certificados. Na aula de terça-feira (14/5), os alunos deram sequência aos assuntos referentes ao módulo de combate a incêndio urbano, aprendendo a diferença entre fogo e incêndio, as classes do fogo e tiveram a oportunidade de experimentar, na prática, como apagar a chama em um botijão de gás.

Foto: Tiago Pacheco

Na quinta-feira (16/5), meninos e meninas terão aulas práticas de combate a incêndio no Departamento de Ensino e Pesquisa (DEP), em Simões Filho.

Coordenador do projeto Bombeiro Mirim, o subtenente José Ednaldo Silva falou com satisfação do bom rendimento dos alunos. “Primeiro fomos surpreendidos com o número de jovens que se dispuseram a ser voluntários, tivemos que selecionar já que o ideal é formar 20 brigadistas”, disse o subtenente ao explicar a intenção da ação. “Nós queremos formar multiplicadores e é impressionante o envolvimento deles, que trazem pra sala de aula a vivência em suas casas. Depois de aprenderem, retornam ao lar, prontos pra compartilhar os conhecimentos, corrigir e orientar os pais ou responsáveis sobre a conduta correta em cada situação”, concluiu.

Foto: Tiago Pacheco

A vice-diretora da unidade escolar, Débora Silva, pontuou os ganhos que o curso representa para os alunos e para a escola. “É bom ver a empolgação deles em aprender, todos nós saímos ganhando com essa ação. Os alunos que adquirem novos conhecimentos e nós, que ganhamos multiplicadores dentro da unidade tanto para compartilhar os ensinamentos, quanto para nos orientar em possíveis situações de dificuldade”, colocou a gestora. “Mais do que brigadistas mirins, eles saem cidadãos mais conscientes de seus direitos e deveres, pois aprendem sobre solidariedade, respeito ao próximo e a importância do trabalho em equipe”, finalizou.

A próxima escola a receber o projeto Bombeiro Mirim é o Centro Educacional Marquês de Abrantes, em Vila de Abrantes, ainda sem data definida para iniciar.

Foto: Tiago Pacheco

CRUSH