Bebê jogado da janela pela avó em Cosme de Farias está na UTI do HGE

O bebê de dois meses que foi atirado do primeiro andar pela própria avó, a dona de casa Eli Machado de Souza, 53 anos, segue internado na Unidade e Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Geral do Estado (HGE).

O crime aconteceu na tarde desta quarta-feira (3), no bairro de Cosme de Farias, em Salvador. Eli, que, segundo testemunhas, tem transtornos psíquicos, foi presa em flagrante logo depois da tentativa de homicídio.

(Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

Em nota, a Polícia Civil informou que a avó da vítima será submetida à audiência de custódia com o juiz nesta quinta-feira (4), quando ficará decidido se a mulher continuará custodiada.

A mulher contou que estava na igreja pela manhã, e ao retornar para casa, encontrou a filha, Jéssica de Souza Torjal, e o namorado dela na sala do imóvel. “Eles estavam juntos e eu fiquei horrorizada com aquela pouca vergonha. Eu já disse a ela que não quero ele lá em casa. Ele tem envolvimento com o mundo errado, tem outros filhos com ela e não ajuda em nada, enquanto eu peço ajuda na igreja para poder comer. Eles vieram me bater, eu peguei a criança e fiz isso”, contou.

A dona de casa Eli Machado de Souza, 53 anos, estava nervosa quando entrou na delegacia, para explicar por que jogou o neto de dois meses do primeiro andar da casa onde mora, no bairro de Cosme de Farias, em Salvador. A tentativa de homicídio aconteceu por volta das 11h desta quarta.

Segundo as testemunhas ouvidas pela polícia, Eli tem problemas psíquicos e já teve outros surtos nos últimos anos. A avó disse estar arrependida do crime. “Eu me arrependo do que fiz, mas ela (Jéssica) está errada em levar aquele homem pra lá, e ainda tentar me bater dentro da minha casa”, contou.

Fonte: Correio 24h