Mais uma criança é morta por arma de fogo em Camaçari, em menos de 15 dias

Apenas 15 dias depois da morte do garoto Hebert Filipe Silva Souza, de 11 anos, morador do bairro Jardim Brasília, que foi atingido por disparos de arma de fogo no dia 14/03, outra criança inocente morreu, também alvejada por tiros, na noite desta quarta-feira (27), em Camaçari.

Hebert Felipe Souza Silva, de 11 anos, foi atingido por uma bala perdida, enquanto brincava na Rua dos Pássaros, onde morava, no bairro Jardim Brasília, em 14 de março.

Identificada como Bruna Cruz, a menina de apenas 09 anos de idade, foi assassinada dentro do carro em que estava com sua mãe e um homem, identificado como Deivid Demétrio, namorado da mãe da criança, quando homens armados a bordo de uma moto atiraram contra o mesmo, atingindo o condutor que também foi morto. O carro passava pelo trecho que liga os condomínios Lucaia e Mutá ao Shopping Boulevard e Atacadão, quando foi atingido pelos tiros.

A mãe de Bruna, identificada como Jamile Nabuco, ficou ferida, mas conseguiu fugir do local. Alguns moradores daquela área disseram que viram a mulher correndo e pedindo ajuda nas portas dos condomínios. Tudo indica que a criança estava sentada no banco de trás do carro e foi atingida por um dos tiros que teriam sido disparados em direção ao motorista ou à sua mãe, que estava sentada no banco do passageiro.

Ainda vestida com a farda, Bruna estava voltando do colégio Carpe Diem onde era aluna do quarto ano.

Bruna era aluna da escola Carpe Diem que emitiu uma nota de pesar e suspendeu as aulas desta quinta-feira (28).

Redação Nossa Metrópole