Após dias de pausa em rede social, Eva Luana reativa conta do Instagram

Depois de passar alguns dias com a conta desativada, a estudante Eva Luana decidiu reativar seu perfil no Instagram. Ela utilizou os stories para explicar aos seguidores os motivos da ausência. Nos vídeos, a garota conta que devido aos comentários de que estaria se aproveitando de sua triste história para se autopromover, sentiu a necessidade de dar uma pausa para “respirar um pouco”.

“Eu desativei meu Instagram, simplesmente, porque eu precisava respirar um pouco. Esses milhões de seguidores significam muito para mim no sentido de apoio, afeto, e para eu ficar mais forte, mas, a partir do momento em que as pessoas estão dizendo que eu só quero mídia… Quem quer mídia com um caso como esse? quem quer passar o que eu passei?. Também desativei os comentários porque, realmente, eu não sou obrigada a ficar lendo esse tipo de coisa”, desabafou.

Citando a pintora mexicana, Frida Kalo, a estudante de direito conta que, assim como ela, sofreu muito, mas decidiu dar a volta por cima e publicar a sua história por acreditar que, dessa forma, poderia ajudar outras meninas e mulheres a se libertarem de situações semelhantes ou ainda piores das que passou, e, também, por entender que a repercussão midiática do caso poderia ajudar a protegê-la.

No último vídeo, ela agradeceu pelo apoio da maioria de seus seguidores e mandou um recado para aqueles que têm enviado comentários maldosos a respeito de sua história. “Agradeço a todas as pessoas que me acompanham e que estão me dando apoio porque realmente são humanos e querem a paz. Eu tenho uma história real e consegui me libertar. Quem se preocupa de verdade, vai se identificar comigo. Quem não acredita que eu esteja ajudando outras mulheres está convidado a se retirar quando bem entender. Não estou a fim de seguidores, não estou a fim de nada disso. Só quero ajudar pessoas porque só quem passou por esses traumas, só quem viveu abusos e torturas como eu e como a Deise… só nós sabemos o que vivemos e como é bom poder ajudar outras pessoas. Vou continuar na minha luta. Luto por mulheres, apenas isso!”, finalizou. Por último, ela publicou, ainda, uma mensagem da vlogueira brasileira, Julia Tolezano, conhecida como Jou Jout, para falar sobre empatia, seguida de uma foto onde aparece com a mãe e a irmã onde escreveu: “lindas e livres. Do ventre ao céu”.

Por Elba Coelho / Redação Nossa Metrópole