Mangueira é a campeã do carnaval do Rio de Janeiro

A Mangueira é a campeã do desfile do Carnaval do Rio de Janeiro, chegando ao ponto mais alto da folia carioca pela 20ª vez. No seu desfile, a escola recontou a história do Brasil usando os heróis da resistência, negros e índios. Houve ainda uma homenagem à vereadora Marielle Franco, assassinada há quase um ano. Pelo desfile, a escola ganhou também o prêmio Estandarte de Ouro de melhor escola do Grupo Especial. O enredo vencedor é do carnavalesco Leandro Vieira.

As escolas foram avaliadas quanto à bateria, samba-enredo, harmonia, evolução, enredo, mestre-sala e porta-bandeira, alegorias e adereços, fantasias e comissão de frente.  A intenção do enredo foi mostrar a participação de líderes populares que influenciaram a história do Brasil e não têm suas realizações contadas nos livros. Neles, personagens negros, índios, com destaque também para mulheres como a vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ), Maria Felipa Oliveira, que liderou a resistência aos portugueses na Bahia e Luiza Mahin, líder do levante dos Malês, de pessoas escravizadas.

Morta há quase um ano, Marielle Franco foi homenageada pela escola de samba.

Mônica Benício, viúva da vereadora Marielle Franco, morta em março do ano passado, disse que foi um enredo urgente e atual. “Fala de representatividade, de resistência, e a Marielle sendo homenageada, ter ela hoje como símbolo de esperança é, sobretudo, uma emoção muito grande”, disse.

Fonte: Correio 24h