Vítima de feminicídio em São Paulo era natural de Camaçari

De acordo com o site São Carlos Agora, por volta das 8h da manhã desta terça-feira (26), a camaçariense Elis Cristina Silva da Costa, de 34 anos, foi atingida por pelo menos sete tiros dentro de uma casa na rua Miguel Donofrio, no bairro Santa Angelina, em São Carlos (SP). Segundo a matéria, vizinhos escutaram os estampidos e viram Dário Rodrigues Staine, deixando a casa de Elis. Pouco tempo depois ele foi encontrado morto, enforcado em uma árvore numa mata a 100 metros do local, na região da USP II.

Os vizinhos teriam retornado à casa de Elis e a encontraram morta. O Samu foi acionado, porém ela já estava sem vida. A Polícia Militar isolou o local até a chegada da perícia que encontrou, no corpo, pelo menos sete ferimentos provocados por tiros e outros dois de raspão. Tudo leva a crer que ele a matou, depois cometeu suicídio.

Dário Staine era obcecado pela vítima

Segundo o delegado da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Dário seria viciado em entorpecentes, traficante de drogas e já esteve preso. A arma que utilizou no crime ainda não foi localizada.

Elis Cristina era filha do assessor político Sonivaldo Soares, conhecido como ‘Soni’.

Elis que era filha do assessor político Sonivaldo Soares da Costa, estava trabalhando em Saão Paulo como atendente de uma lanchonete e deixa um filho de 15 anos.

Fonte: São Carlos Agora