Padrasto de Eva Luana foi transferido para Penitenciária de Salvador

Na manhã desta sexta-feira (22), foi transferido para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, o servidor público, Thiago Alves, acusado de cometer os crimes de tortura, abusos e perseguição, por mais de oitos anos, à jovem Eva Luana, sua enteada. A informação é da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado (Seap).

Thiago Alves estuprou, torturou, agrediu e perseguiu a enteada por mais de oito anos.

Indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável, tortura e violência contra a mulher, o padrasto da garota foi preso no último dia 13/02, e permaneceu em caráter preventivo na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) até então, aguardando por uma vaga no presídio.

O desfecho do caso ainda corre em segredo de justiça, no entanto, a delegada da Mulher de Camaçari, Florisbela Rodrigues diz que o acusado continua se declarando como inocente.

Após denunciar as agressões em seu perfil do Instagram na última terça-feira (19), a história chocou o país repercutindo nacionalmente, e Eva Luana passou a receber apoio de milhares de pessoas que têm mobilizado a internet e diversas manifestações públicas pedindo pela prisão definitiva de Thiago.

Redação Nossa Metrópole

Bibi Gourmet