Padrasto de Eva Luana se declara inocente enquanto espera por vaga em presídio

Segundo os amigos, conhecidos e colegas de trabalho, uma pessoa super companheira, um honrado pai de família, tranquilo, honesto, esforçado, sempre disposto a ajudar. Dentro de casa, a verdadeira face de um monstro, agressivo, torturador e estuprador. Assim é definido o servidor público, Thiago Alves, pela enteada, Eva Luana, sua foi vítima por mais de oito anos.

Amigos dizem que Thiago parecia ser um homem tranquilo

Preso devido às denúncias de abuso físico, sexual e psicológico, cometidas contra a jovem Eva Luana, ele se declara inocente e diz que todas as acusações são mentirosas.

Por telefone, a responsável pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM), Florisbela Rodrigues da Rocha, conta que Thiago Oliveira Alves está sob prisão preventiva na delegacia de Camaçari desde o dia 13/02 e não confessa nenhum dos crimes apontados pela garota. “Ele ainda não foi para o presídio por falta de disponibilidade de vagas. Até o momento, o acusado se declara inocente. Eles sempre se dizem inocentes”, disse, informando também que o caso deverá ter um desfecho definitivo ainda nesta semana.

Redação Nossa Metrópole

CRUSH