Sindicato dos Metalúrgicos prevê greve para evitar demissões em massa na Ford

Em entrevista concedida a uma rádio local nessa quinta-feira (14), o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Júlio Bonfim, informou que, caso as negociações com a Ford não obtenham resultado satisfatório, haverá greve geral para reivindicar as prováveis 700 demissões anunciadas pelo Complexo na semana passada.


O processo de negociação conta com a realização de duas reuniões por semana, entre representantes do sindicato e a montadora para que, juntos, possam chegar a algum tipo de acordo que evite a demissão em massa. No entanto, mediante impasse, o presidente anuncia que a estratégia será “partir” para a greve. “Desta vez, faremos a greve dentro da fábrica, com tudo parado. Não haverá produção!”, declarou.

Redação Nossa Metrópole

Sindicato_ford