Comfiaço-tramontina

Geral

ter , 30/10/2018 às 10:35

Dias mais quentes abre a temporada de conjuntivites

Saúde

Nos meses mais quentes do ano, o número de pessoas com conjuntivites viral e bacteriana chega a ser 30% maior que no restante do ano, de acordo com pesquisa do Instituto Penido Burnier de oftalmologia, que analisou prontuários de paciente. E, o que é pior, 40% dos portadores do problema já chegam nos consultórios usando colírios por conta própria.

Os principais gatilhos para o aumento da doença no calor são a maior proliferação de bactérias e contato com água contaminada de piscinas ou do mar. “As pessoas transpiram mais, se aglomeram mais, vão à piscina. Tudo isso facilita o contágio”, esclarece o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto.

Os sintomas são olhos vermelhos, lacrimejamento, coceira, sensação de corpo estranho, queimação, fotofobia e visão borrada.

Computador compartilhado é um perigo

O compartilhamento de eletrônicos é ameaça de contágio durante o ano todo. O médico destaca que entre pessoas que dividem computadores, celulares e outros equipamentos a conjuntivite viral é um perigo. Isso porque uma pessoa que esteja com a doença encubada pode esfregar os olhos com as mãos e deixar o vírus no teclado ou mouse. Como piscamos 5 vezes menos na frente do computador os olhos ressecam e ficam mais expostos à contaminação.

Fonte – IG

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Mais Notícias

Mantenha-se Informado!

Deixe seus contato para receber nossas notícias