Bibi Gourmet

Geral

qua , 03/10/2018 às 11:00

Orelhões seguem fazendo ligações gratuitas até abril

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou um comunicado na última sexta-feira (28) informando que as ligações para telefones fixos e celulares feitas através de telefones públicos, os famosos orelhões, seguem gratuitos até o dia 1º de abril de 2019 em onze estados, entre eles a Bahia.

A medida foi tomada após a Oi, responsável pelo serviço no estado, não cumprir a meta de 90% de telefones funcionando (ou 95% em localidades sem telefone fixo individual) estabelecida pela agência reguladora e está valendo desde a última segunda-feira (1). Por aqui, apenas 38,51% dos 48.481 orelhões existentes estão disponíveis.

A Oi informou ao CORREIO que cumpre a determinação de conceder a gratuidade em chamadas para telefones fixos e móveis feitas a partir dos terminais, conforme determina a Anatel. A companhia ainda alega que o vandalismo é o grande motivo para que todos os equipamentos não funcionem normalmente.

Só nos primeiros seis meses deste ano, foram danificados cerca de 6% do total de telefones públicos, o que corresponde a quase 3 mil orelhões vandalizados.

Segundo o site da Anatel, o “orelhão é uma importante ferramenta no processo de expansão da telefonia fixa e de acesso à informação, por possibilitar o acesso de qualquer pessoa, independentemente de sua localização e condição socioeconômica às comunicações”.

A agência explica que os terminais são importantes porque estão presentes até em localidades onde ainda não existem linhas residenciais ou cobertura de telefonia móvel – segundo o Plano Geral de Metas para a Universalização do STFC prestado em Regime Público (PGMU) é obrigatória a instalação dos terminais em qualquer localidade com mais 100 habitantes.

Acessibilidade
O PGMU obriga que os telefones públicos sejam completamente acessíveis para deficientes visuais e que um total de 2,5% de todos os orelhões sejam adaptados para cada tipo de deficiência (auditiva, fala, e locomoção).

A Bahia possui 421 orelhões adaptados para cadeirantes e 61 equipamentos adaptados para deficientes auditivos e da fala.

A Oi informou em nota que mantém um programa permanente de manutenção de seus telefones públicos. Os consumidores podem enviar solicitações de reparo à companhia pelo canal de atendimento 10331.

Fonte: Correio

 

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Mais Notícias

Mantenha-se Informado!

Deixe seus contato para receber nossas notícias