Prefeitura_Novo_PA

Geral

seg , 27/08/2018 às 11:00

Casa da Criança completa 25 anos transformando vidas através da arte e do esporte

Com uma trajetória marcada por histórias de superação, inclusão social e de revelação de talentos, a Casa da Criança e do Adolescente celebra, nesta sexta-feira (24/8), 25 anos de fundada. Pelo espaço, já passaram mais de 15 mil jovens. São meninos e meninas que encontraram no local, acolhimento, atenção e oportunidade de fortalecer vínculos familiares e comunitários.

Por lá, a garotada de 6 a 17 anos tem a chance de desenvolver habilidades através de atividades artístico-culturais e esportivas, a exemplo de balé, jazz, capoeira, canto e coral, violão, bateria, percussão, inglês, flauta doce, teatro e artes visuais. Há ainda as de artesanato e dança, destinado tanto às crianças quantos às mães, tudo isso para estimular a convivência familiar e social. Durante as aulas, além do aprendizado referente ao curso escolhido, os alunos aprendem sobre cidadania, direitos e deveres, bem como programas sociais.

Atualmente, o espaço passa por requalificação para melhor atender aos 500 matriculados, dentre eles crianças, adolescentes e mães de alunos. A reinauguração está prevista para o dia 26 de setembro. O projeto conta ainda com um núcleo no bairro do Cristo Redentor, que beneficia outras 100 pessoas da comunidade com os cursos de dança, yoga, teclado e canto e coral.

A Casa da Criança foi inaugurada em 1991 pelo prefeito, à época, José Tude. O ato contou com a presença do então governador, Antonio Carlos Magalhães. O órgão faz parte da estrutura da Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), e os jovens atendidos no local são encaminhados por outros serviços que integram a pasta, como os Centros de Referência de Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e o Centro de Referência à Inclusão Escolar (Crie).

O projeto tem como foco o desenvolvimento do protagonismo e autonomia de crianças e jovens a partir de experiências lúdicas utilizadas como ferramenta de expressão, interação e aprendizagem. A iniciativa inclui menores com deficiência ou que tiveram seus direitos violados. As atividades têm o objetivo de ressignificar vivências e gerar experiências que propiciem a sociabilidade.

Ascom: PMC

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Mais Notícias

Mantenha-se Informado!

Deixe seus contato para receber nossas notícias