Comfiaço_BLACK

Polícia

qua , 22/08/2018 às 15:43

TJ registra 41 feminicídios de 2015 a 2017

Quarenta e um casos de feminicídio e 15 de tentativas contra a vida de mulheres na Bahia foram registrados pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) no período de 2015 a 2017. Os dados foram divulgados na manhã desta quarta-feira, 22, e foram coletados pelo Sistema de Automação da Justiça (e-Saj) do TJ-BA para o trabalho “O silêncio acabou”.

Segundo o órgão, a maioria das vítimas tem cor parda (61%) e está na faixa etária de entre 19 e 40 anos (57%) – faixa correspondente à idade dos agressores.

De acordo com autarquia, os dados também revelam que 57% dos casos foram cometidos com arma branca (como facas e canivetes, por exemplo) e no turno da noite (39%).

Palestra

Com a temática voltada para o combate ao feminicídio, o TJ vai promover uma palestra gratuita nesta sexta-feira, 24, às 14h, no auditório do edifício-sede, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). Os interessados devem realizar inscrições prévias no dia.

O evento, que abre o ciclo de palestras da 11ª Semana Justiça pela Paz em Casa, terá a participação especial da advogada Salete Maria da Silva, que atua na defesa dos direitos das mulheres e da população LGBT. Ela vai ministrar a palestra ” Violência contra as mulheres: uma das faces do patriarcado”.

Em seguida, o psicanalista, analista e presidente da Associação de Psicanálise da Bahia, Cláudio Carvalho, que apresentará a aula “Do pecado original ao juízo final: três notas sobre a violência contra a mulher”.

A palestra será encerrada com o Promotor de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal, Amom Albernaz Pires, que vai falar sobre os desafios na implementação da Lei do Feminicídio.

Fonte: A Tarde

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Mais Notícias

Mantenha-se Informado!

Deixe seus contato para receber nossas notícias