Sindicato_ 140 empregados ford

Geral

qua , 22/08/2018 às 16:38

Sesp promove combate ao descarte irregular de material na Gleba B

No local onde antes era um terreno, que estava sendo utilizado para descarte de entulho e lixo de forma irregular, agora é um aconchegante jardim. Situado às margens da linha do trem, no bairro Gleba B, o espaço passou por uma revitalização realizada pela Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria de Serviços Públicos (Sesp).

A intenção da iniciativa é interromper a continuidade do uso indevido das áreas públicas, multiplicar os espaços de convivência da cidade, além de promover a educação ambiental entre as pessoas. De acordo com o secretário de Serviços Públicos, Armando Mansur, para combater a ação, será feita uma varredura no município, a fim de detectar e eliminar outros pontos de descarte irregular, transformá-los em jardins e fomentar a preservação por meio de campanhas educativas.

Como parte da revitalização, o novo jardim, que possui 220 metros quadrados de área, recebeu serviço de paisagismo, com plantio de espécies nativas da Mata Atlântica, cercas de eucalipto tratado, além de decoração com pneus reutilizados.

Antes disso, a Naturalle fez a limpeza e retirou duas caçambas cheias de material, entre lixo e entulho, o que já estava causando preocupação nos moradores mais próximos da região, pois o local virou foco de roedores e insetos, o que pode aumentar o risco de proliferação de doenças. Os próximos locais a ter áreas revitalizadas e transformadas em jardins são os bairros Parque Verde e a Praça dos 46.

Para Magnólia Teixeira, 32 anos, secretária de uma loja de gesso localizada em frente ao espaço, a ação da prefeitura, além de tudo, está contribuindo com as vendas no comércio. “Uma mudança significativa, pois antes o mau cheiro e a bagunça estavam espantando os clientes. Agora, o ambiente está mais bonito, organizado e limpo”, declarou agradecida.

Para descarte adequado de material existem, na sede, os Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), que servem para o rejeite de entulhos de até dois metros cúbicos gerados pela comunidade. A retirada do material é feita a cada 15 dias e o entulho é descartado no aterro sanitário do município.

Atualmente, existem cinco, espalhados em bairros como Gleba C e E, Mangueiral, Nova Vitória e nas imediações do Estádio Municipal Armando Oliveira. A intenção da Sesp é de, pelo menos, dobrar esse quantitativo para combater o descarte em locais irregulares. Os novos PEVs serão instalados em locais em que há um grande número de material descartado de modo inadequado.

O entulho é de responsabilidade do gerador, mas como na maioria das vezes ele não é identificado, a prefeitura faz a remoção. Os locais para a entrega de resíduos da construção civil estão garantidos pela Lei Municipal número 973/2009, conhecida como Lei do Entulho. Os geradores ficam responsáveis pela destinação adequada dos materiais, bem como a devida separação dos resíduos por classe. O não cumprimento das regras, previstas em lei, resultam em penalidades como multas, embargos e notificações.

Ascom: PMC

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Mais Notícias

Mantenha-se Informado!

Deixe seus contato para receber nossas notícias