Comfiaço-tramontina

Educação

seg , 06/08/2018 às 09:09

Professores da Uneb de todo estado paralisam as atividades a partir desta segunda. Greve deve continuar até (11.08)

A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) amanheceu de portões fechados nesta segunda-feira, 6, em função da paralisação dos professores, que deve continuar até sábado, 11, em todas as 24 unidades da instituição distribuídas no estado.

A categoria protesta contra os problemas causados pela crise orçamentária, sobretudo em relação à ameaça do corte das passagens intermunicipais aos professores – que dependem das mesmas para trabalharem nos campi do interior -, que deve ocorrer em outubro deste ano. Além disto, os docentes também reclamam da falta de infraestrutura e exigem maior orçamento para a univesidade.

Neste primeiro dia de paralisação, os professores fazem panfletagem em frente ao campus de Salvador, no bairro do Cabula, e realizam uma programação que inclui café da manhã, falas dos docentes e apresentações culturais. A expectativa é que a manifestação tenha a adesão de estudantes e servidores técnicos.

Segundo o coordenador-geral da Associação dos Docentes da Uneb (Aduneb), Milton Pinheiro, a categoria reivindica a alteração do Decreto de Lei 6.192/97, que limita a compra de passagens, por parte da reitoria da universidade, a apenas 72 km do local de moradia do professor. De acordo com a associação, os professores pressionam a reitoria para uma solução definitiva a questão desde 2015.

Fonte: A Tarde

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Mais Notícias

Mantenha-se Informado!

Deixe seus contato para receber nossas notícias