Sindicato_ 140 empregados ford

Política

ter , 31/10/2017 às 16:32

“Só faltava essa”, diz Caetano sobre diminuir o mínimo

O vice-líder do PT na Câmara dos Deputados, Luiz Caetano (BA), ocupou a tribuna para fazer duras críticas ao governo federal, que anunciou a decisão de diminuir, ainda mais, o reajuste do salário mínimo para o ano de 2018. Inicialmente previsto para R$ 979,00, em 2018, Michel Temer e sua equipe econômica já haviam reajustado o rendimento mínimo para R$ 969,00, sob a alegação de ter que cortar despesas para o governo fazer caixa. Agora, em um novo reajuste, o governo anunciou que o mínimo, para o ano que vem, será de R$ 965,00, o que gerou reação imediata da oposição.

 

 

“Em pouco mais de um ano no poder, Temer já rasgou a CLT, terceirizou o trabalho, acabou com investimentos em saúde, educação e segurança pública por 20 anos; quer acabar com a aposentadoria, diminuiu o Minha Casa, Minha Vida; diminuiu o Bolsa Família, aumentou a gasolina oito vezes, aumentou o gás de cozinha três vezes, aumentou a conta de luz e, agora, pela segunda vez, diminui a projeção do salário mínimo. É isso mesmo, povo brasileiro! Pasmem! O presidente ilegítimo quer diminuir o salário mínimo! Só faltava essa!”, protestou Caetano.

 

De acordo com o parlamentar baiano, Temer está fazendo exatamente o oposto do que fez Lula. Para Caetano, nos momentos de crise é preciso aumentar o poder de compra da classe trabalhadora para fazer a economia girar. Ele fez uma comparação dos valores do salário mínimo desde o primeiro mandato de Lula, a partir de 2003, com Michel Temer.

 

“Vejam bem! Em 13 anos de governo do PT, o salário mínimo saltou de R$ 240,00 para R$ 880,00. Ou seja, um aumento de R$ 640,00. Temer, em um ano, já diminuiu em R$ 14,00. Somente no governo Lula, o mínimo saltou de R$ 240,00, em 2003, para R$ 540,00, em 2011. É por isso que Lula lidera todas as pesquisas e está disparado na corrida presidencial do ano que vem. É por isso que Temer é o presidente mais rejeitado do planeta e, com 3% de aprovação, virou margem de erro. O povo não aguenta mais as maldades de Temer!”, concluiu.

Ascom : LC

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Para visualizar este conteúdo corretamente, é necessário ter o Flash Player instalado.

Mais Notícias

Mantenha-se Informado!

Deixe seus contato para receber nossas notícias